#23 | PORQUÊ EU ESCOLHI FISIOTERAPIA?

by - agosto 23, 2017


Olá, vocês estão bem? Gostaria de deixar um aviso prévio de que: Lá vem textão. Para contar para vocês como foi o meu processo de mudança do ensino médio para faculdade eu tive que voltar lá em 2013 e percorrer até 2015.

Bem... no fim de 2013 eu estava no auge dos meus 16 anos, no 3º ano do ensino médio, cheia de aulões para ENEM, revisões para ENEM, projetos para ENEM... ou seja, eu via, comia e dormia pensando no temido ENEM, era algo totalmente novo para mim porque diferentemente de alguns colegas de classe eu não havia feito ENEM no 2º ano. Então, eu estava totalmente nervosa, sem me alimentar direito e muito (muito) estressada. Chegou o dia. Na minha bolsa tinha no mínimo umas 6 canetas (será que eu estava nervosa?), duas xerox do comprovante de inscrição e muita comida, tinha de tudo que eu havia lido que seria bom para memória ou para relaxar, mas no fim eu só bebi água e comi uma barrinha de cereal.

Depois da prova você passa mais uns meses (que parecem mais séculos) esperando a nota sair. No dia que a nota saiu, mesmo sem ver a minha eu só pensava em chorar por que eu achava que não ia conseguir nem 300 de nota, mas quando eu vi a minha nota, foi tipo: AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA, não foi excelente, mas foi boa, muito boa. Daí veio a pior das indecisões: Que curso eu quero fazer? acho que eu queria ser um pouco de tudo. Como meu ensino médio era integrado a um curso profissionalizante que no caso era informática e eu havia ido muito bem no estágio na área de programação decidi colocar a nota do SISU para o curso de Sistemas de Informação em uma Federal daqui da minha cidade e no ProUni optei por Administração em uma particular da cidade vizinha. Fui aprovada em ambas, outra indecisão, mas optei por Sistemas na Federal.

Devido a greves anteriores o curso começou um semestre atrasado (que lindo, né), no primeiro semestre me deparei com a matéria que mais reprovava alunos nessa faculdade: cálculo. Como se não bastasse a disciplina ser horrível/triste/cruel a professora era do mesmo jeito. Ela dava um nível muito acima de graduação, isso era ruim? Para mim que não conseguia (e nem consigo) entender calculo era horrível. No fim do semestre foram aprovadas, se não me engano, quatro pessoas. QUATRO PESSOAS DE UM TURMA DE +/- 40. E eu não estava entre elas. Eu nunca havia sido reprovada em nada, daí veio minha primeira desilusão comigo mesma naquele curso. Fui para o segundo semestre reprovada em uma matéria apenas, e aí veio muitas cadeiras que eu estava adorando, mas aí entrei em um surto bem no meio das N2, um surto mesmo, eu chorava praticamente todo dia porquê não sabia se estava fazendo a coisa certa, e aquilo me corroía por dentro, eu não sabia se queria passar minha vida toda atrás de máquinas. Foi horrível

Essa sou eu durante esse período

Estava conversando com uma conhecida e ela havia feito vestibular para fisioterapia, foi aí que eu parei para pensar na profissão de fisioterapeuta, eu nunca havia pensado nessa hipótese porque descartei a área da saúde no primeiro pensamento sobre faculdade. Porém, fiquei tão curiosa sobre a profissão que no mesmo dia fui para um cyber perto da minha casa, pedi um tempo de 2 horas e passei o tempo todo pesquisando o que um fisioterapeuta faz. Li depoimentos de profissionais e de alunos. Mas, só existem duas faculdades aqui na região em que tem Fisioterapia. E o vestibular já havia acontecido umas duas semanas antes.

Entrei no site de uma das faculdades e a primeira coisa que apareceu foi um banner de um segundo vestibular para preencher as turmas, FOI NOSTÁLGICO, eu me inscrevi na hora. Sem ao menos pedir conselho a alguém. Quando cheguei em casa conversei com a minha mãe que foi totalmente contra, pois na faculdade em que eu me encontrava eu não pagava nada, nem mesmo o lanche. Mas mesmo assim não desisti, estava decidida que faria aquele vestibular. No dia da prova minha mãe foi comigo e quando o resultado saiu lá estava eu em 2º lugar na classificação. Meu coração não queria acreditar naquilo e a felicidade tomou conta de mim. 

Minha reação ao ver o resultado do vestibular


Dia 24 de Janeiro de 2015 eu tranquei a faculdade de SI e dia 27 eu comecei o curso de fisio, sem saber se ali, naquele curso meu coração se encontraria. Era tudo diferente, eu teria que pagar tudo desde ônibus até uma declaração de matricula se precisasse. Ah, eu não entrei no curso com nenhuma bolsa e não, eu não tinha e nem tenho dinheiro suficiente para pagar a mensalidade. Minha esperança era o FIES, que na época para contratar você já teria que estar matriculada na faculdade.

Tive que pagar R$ 800,00 da matricula. E hoje eu posso afirmar: valeu cada centavo. Consegui o FIES, bolsa 100%, não poderia tentar ProUni pois não havia feito Enem no ano de 2016, e hoje no 6º semestre ainda batalho para conseguir a bolsa do ProUni (torçam por mim no semestre que vem, pleaseee), no primeiro semestre eu já me apaixonei de cara pelas matérias, apesar de sair do trabalho direto para faculdade e de já estar muito cansada eu me sentia bem nas aulas. Eu sentia e sinto que posso ser uma boa profissional.

A Fisioterapia é linda, minha gente. Sério. É um universo de oportunidades, você pode seguir tantos caminhos diferentes. Ainda não sei qual a área que pretendo seguir, mas atualmente estou gostando muito da cadeira de pediatria (♥) e ansiosa pela cadeira de empreendedorismo. 

POSTAGENS RELACIONADAS

2 comentários

  1. Aaaa que história. Ainda bem que você resolveu se arrisca e fazer o vestibular para fisioterapia, né? Fico muito feliz sabendo que você está feliz com a área que escolheu cursar. Eu estou igual a você com relação ao Enem, ainda não fiz e vou fazer apenas ano que vem, ou seja, estou aos nervos. Espero que minha nota me surpreenda assim como a sua te surpreendeu 💙

    Beijos e boa sorte Loma!
    www.memorizeis.tk

    ResponderExcluir
  2. Paloma, que história! Tu passou por taaanta coisa guria! Que bom qie no fim das contas deu tudo certo e encontrou algo que realmente curta fazer! E quanto tempo se passou, né? Um beijoo sua linda 💙

    ResponderExcluir